quinta-feira, 31 de julho de 2008

MEEEEEEEEXICO

Bom, tendo em vista a nossa adoração/idolatria pelo MÉXICO (arrrrrrrrrrrrrriba!) eu e Bázinha pensamos: "PQ NÃO MUDARMOS O LAYOUT DO SexyQueens PRO TEMA MEXICO: te quiero con limón Y sal!". Depois de nos enrolarmos por duas LONGAS semanas e, depois de nos disperçarmos assistindo filmes no Telecine das 21 às 5 da manhã, cá estamos, apresentando a vocês o nosso Nueeeevo Layout con sal y limón! Mas é ÓBVIO que o blog lindo-gay-da-cu estragou todas as 62 horas de trabalho que despreendemos aqui. É ÓBVIO. Então galere, a culpa dessa má qualidade de puta de esquina não é nossa. Talvez da Bá, mas não minha hehe.
Nós iamos pôr Mariachis (aqueles grupos tradicionais mexicanos com vários instrumentos mexicanos e chocalhos e tudo mais, assim como sombreros e mini-tequilas nos bolsos) com a carinha da Britney Spears (pq ela é a Rainha do Carão - se você não tem conhecimento disso digite Britney Spears no Google imagens e ria galões. Se alguém se interessar por emoticons, eu e Bá temos; contate-nos), mas, no fim das contas, não rolou: desculpa se não somos rainha do photoshop.
TÁ AGORA QUE EU RECEBI A MELHOR NOTÍCIA DO ANO TODO [ou a segunda melhor, que seja] eu não tenho mais concentração. TUDO BEEEEEEEEEM QUE TUDO já tava acertado e tudo mais: eu e Bázinha together nesse mundão de deus em 2009. É MANO ENGOLE ESSA, eu e Bá morando juntas, sob o mesmo teto, estudando comunicação e bebendo tequila ao invéz de água - porque nós somos conscientes. MAS MAS MAS MAS Mano, eu já falei que amo o Tio Tonhão? Pois eu amo o Tio Tonhão [papai da Bá]. E agora só falta o Tio Vivis [meu papai] dar um parecer lindo e maravilhoso e dizer: VAI MINHA FILHA, se joga!

O destino ninguém saberá. Só em 2009 HEHE
Pq nós não contaremos, ouviu Bárbara Taniguchi?


Ok, agora aproveitem o nosso novo blog carnavelesmo a là Mexico con limón y sal.
MANO TO
MUITO FELIZ!


Me desejem sorte.


domingo, 27 de julho de 2008

Desabafo

Enquanto a Carol assiste uma comédia romântica - triller erótico (brinks) - estou aqui para compartilhar meu sincero sentimento de ira diante do meu penúltimo dia de férias. Se É que se pode chamar de férias esse pseudo recesso que conseguiu, por alguma razão extraordinariamente desconhecida, me estressar mais ainda. Confesso que desconfio que seja pelo fato de eu ter dormido até as 18:30 até chegar o dia de prestar meu primeiro vestibular do ano (vexame).
Como se não fosse o suficiente, meu pai teve a capacidade de me fazer viajar 10 horas de onibus - gostaria de frizar que a última vez que o fiz peguei PIOLHO (não ria) - com destino a casa da minha adorável avó, e retornar no dia seguinte. Passei frio, fome, medo, dormi do lado de um senhor desconhecido depois de ter acordado 8 horas da manhã pra ir pra uma cidade chamada Jacarezinho - confesso que adorei os pequenos jacarés nos postes das avenidas, de muito bom gosto,parabéns viu Jacarezinhenses (finge) - fazer uma prova em uma hora e poder sair de lá apenas 3 horas depois.
Ontem, com muito esforço, acompanhei minhas migs numa última festa de férias. Uma merda. A cidade que eu estudo - na qual foi realizada essa festa e todas as outras que eu vou, já que minha Taguaí não é abençoada com pubs que bombam, e quando bombam sempre acaba em tiro - chamada Fartura é pequena, e nessas semanas estava sendo realizada a Copinha. Argentinos (/dur), chilenos, baianos, curitibanos, gays, cães andando pra cima e pra baixo, mexendo com as raparigas e ajudando a disparar a taxa de grávidas farturenses lotaram a cidade.
Depois de reencontrar uns amigos, passar frio na frente da padaria, tomar um fora durante a dança do créu,presenciar um tapa à la Paola Bratcho, cantar a música do chupingole 91 vezes, cair na escada (sã), estou segura de vir aqui dizer que: Preciso de férias.

libert

OMG
então, hoje é sábado, eu tenho 18, vinte reais na minha carteira vermelha luscofusca
tenho um copitcho de vinho na minha frente, um teclado sob meus dedos musculosos, um msn sem muitos contatos sexies
estou revoltada escutando Can't Stand Me Now do Libertines (o novo sex pistols do novo milenio, grupo que lançou dois albuns - só pra não ficar tão VULGO sex pistols e já acabou e tudo mais - infelizmente nenhum integrante morreu, o que não deixou o fim da banda tão tragico. todavia um deles - ou dois deles - era assaz drogado e namorava a kate moss (quase escrevi kate nash UHEIUEHIU puta diva) o que dava um GLAM pro grupo)
bom, voltando ao assunto, eu to revoltada pq eu NÃO CONSIGO ok, não consigo acompanhar a musica, nem ao menos quando tento ler juntinho saca? é foda ter que acompanhar o sotaque, o ritmo e A LETRA
mano, se liga, eu me sinto muito mal com isso
é importante pra mim acompanhar as letras dos meus artistas favoritos :)
saca, que se eu tivesse num karaoke agora eu NAO IA ME DAR BEM OK
eu não ia me dar bem, pq não tem batata frita. não tem garçom. não tem pinga de uva E EU NÃO SEI CANTAR LIBERTINES
VAO ME JULGAR POR ISSO AGORA

BRINSK
UIHEIUHEIU

Can't Stand Me Now

The Libertines

Composição: Indisponível

An ending fitting for the start
You twisted and tore our love apart
Your light fingers through the dark
Shattered the lamp into darkness, they cast us all
No, you've got it the wrong way round
You shut me up, and blamed it on the brown
Cornered the boy, kicked out at the world
The world kicked back a lot fucking harder now

If you wanna try
If you wanna try
There's no worse you could do
Uh oh oh

I know you lie
I know you lie
But I'm still in love with you
Uh oh oh

You can't take me anywhere, I take you anywhere
You can't take me anywhere, I can take you anywhere
I'll take you anywhere you wanna go

No, you can't stand me now, no you can't stand me now
No, you can't stand me now, no you can't stand me now
No, you can't stand me now, no you can't stand me now
No, you can't stand me now, no you can't stand me now

Have we enough to keep it together
Or do we just keep on pretending
And hope our luck is never ending, no

Try to pull the world, I wasn't feeling too clever
You take all that they're lending
Until you needed mending...


If you wanna try
If you wanna try
There's no worse you could do
Uh oh oh

I know you lie
All you do is make me cry
All those words that ain't true

You can't take me anywhere, I can take you anywhere
You can't take me anywhere, I can take you anywhere
I'll take you anywhere you wanna go

No, you can't stand me now, no you can't stand me now
No, you can't stand me now, no you can't stand me now
No, you can't stand me now, no you can't stand me now
No, you can't stand me now, no you can't stand me now

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Tijuana: sexo,tequila y maryjuana!


É incrivel como simples palavras podem me animar tanto numa quinta-feira, 02:51 da madrugada. Os povos latino-hispanico-mexico-nacho-burritos tem o sotaque e o conjunto de palavras mais sonoramente calientes.E sabem disso.
Estou a discutir sábia e arduamente com uma parceira de noitadas - Hi Five,Kary - o nome de nossa futura casa de drinks situada em Tijuana, Baja Califórnia.

"Bá diz:
vai falando
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
bierga
Bá diz:
qq é bierga? :~
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
boludos
Bá diz:
eu so mt podre em espanhol
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
cacet*
Bá diz:
serio EAHUIOHEIUHEAIUHEAIUOEHIUEA
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
coño,bribón
Bá diz:
vai traduzindo
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
bribónes bar
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
coño é buce**
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
noss corro O_O
Kary Volta férias, volta! /o\ diz:
bribón é vagabundo, imbecil"


Depois dessa clara demonstração de educação de minha cara amiga,ainda finalizou com o sensual slogan: Yo te quiero con limón y sal.
México,nós te amamos!


- Let's fucking go to Tijuana! - Why? - Do you know what happens in Tijuana? - No,what? - Exacly,that's why we should go there.

domingo, 20 de julho de 2008

Come pick me up


Eu não sei por que os críticos de cinema-sem-amor-em-suas-camas acham a interpretação do Orlando Bloom em Elizabethtown tão ruim. Não que eu entenda de artes cênicas – nem pretendo -, mas o Drew Baylor de Bloom é fabuloso. Acredito que o Drew que é uma pessoa perdida no mundo. Pra mim ele é um coração solitário neste mundo procurando pelo afago de Claire - antes que a faca do suicídio penetre em seu peito. Mas nem ele sabe disso.Ele sabe de muitas coisas, mas não as vê. Drew é triste, mórbido, melancólico. São oito anos sem reconhecimento. Imagine, oito anos podem até ser arredondados para dez anos: uma década. Uma quase década em que ninguém reconheceu sua grandeza e seu esforço profissional de criar um péssimo tênis. Só queriam o sucesso de quase um bilhão de dólares. “Eu to legal!”. Legal nada. Ele não estava legal. Talvez o Mr. Bloom não estivesse “legal” no período de gravação (mas só talvez) e aí o porquê de sua (maldita) má interpretação dos quase-críticos de cinema. Mas eu não concordo. Pra mim ele só entrou profundamente na dor de Baylor e ficou com aquela carinha de criança alienada sem saber para onde ir, até tomar aquele avião para Louisville. A Claire é quem é a fabulosa da história. É ela quem o pega pela mãozinha e o leva ao encontro da vida. Seja no cemitério. Seja no avião. Seja em cinco horas contra “Eles!” no telefone. Ela quem faz um mapa fabuloso de volta para a casa de Drew. Ele não sabia nem ao menos voltar para a casa; de carro. Nem ao menos onde deixar seu pai, se não fosse ela. Drew me dá pena; me dá vontade de pegá-lo no colo e deixar lá, dormindo, resignado, até que acorde para a vida. Até que diga de verdade “Eu to legal!”.

Às vezes as pessoas só precisam de colo (e talvez de um aparelho pra surdez).


Mas é só às vezes.



quinta-feira, 17 de julho de 2008

TeleCine Bá e Jé 3 da madrugada:

DO YOU WANNA FUCK?



















'Ok :)'

quarta-feira, 16 de julho de 2008

brittttt





NOSSO ESTADO DE ESPÍRITO (traduzido em emoticons, tisos)

Tudo vai dar certo. VAI DAR CERTO!

domingo, 13 de julho de 2008

auai (hawaii)

Eu só to postando esse texto nada aqui porque aquela foto que eu coloquei no último post é tipo "muito feia" - pra não dizer que somos coisa pior :(.
Enfim, to sem forças, hoje é domingo, eu to assistindo Faustão, eu engordei no mínimo 3 kgs em uma semana, eu estou seca por outro lado, minha cabeça tá maior que uma jaca e minha mãe me deu um Ganesh :D É BÁRBARA EU GANHEI UM GANESH. Um deus lindo hindu que trará muitas graças nas nossas vidas. E quando tivermos um apartamento de 17 metros quadrados vamos por ele no meio da sala e acender incensos e e e e e comer kibe :( fumando arguile e tomando tequila - tipo uma confusão cultural. Uma japonesa e uma semi-austrica, de nacionalidade brasileira. Uma paulista e uma gaúcha que sairam da sua terra natal pra estudar em outro estado e e e e fizemos TUDO isso. Quando tivermos 30 anos vamos pro Hawaii escutar Lulu Santos e dançar ula ula.
Me empolgay.

Espero que não entendam
bjs

sexta-feira, 11 de julho de 2008

fods







Eu ainda acredito que a profecia Jéssica-Bárbara será cumprida. Não sei se em breve, ou até mesmo só daqui a 27 anos, mas será cumprida. Só porque nós não sabemos nada das nossas vidas, só porque a gente não sabe nem que cor de calcinhas usamos, não significa que nós não saibamos o que a gente quer da vida.
É a mesma lenga-lenga desde há muitos meses. Coisas como morar ou não morar em tal lugar. Se a faculdade é digna, se fica perto da família. Peloamordedeus é muita coisa pra ser decidida em um curto espaço de tempo. É muita coisa pra ser decidida em um futuro tão próximo.
Se não fosse assim, seria de outro jeito.
Tem coisa mais óbvia que isso? Quando eu penso que estava estabilizada na minha cidadezinha agressiva por no mínimo mais quatro anos, eu vejo que não é assim. A gente nunca tem a vida plenamente estabilizada. Nunca.
Eu fico grata de verdade que tenha me sido dada a oportunidade de escolher o melhor. Mas eu não sei como se faz com o peso das escolhas. Se ficar é melhor que partir.
Ficar sozinha na cidade que você cresceu sem seu alicerce. Ou ficar próximo de tudo. Ficar próximo de todo o seu tudo. De tudo que você mais quer da sua vida. Comida mexicana, sacada e tequila.
O que se faz nessas horas?






Quando a gente tirou essa foto, chegamos à conclusão de que evitar a câmera, é o nosso melhor ângulo :(


Somos tortas e feias, fazer o que :}




SE não fosse assim, seria de outro jeito - mesmo




fods